ARTIGOS

SAÚDE DOS PÉS

A importância de cuidar dos pés

A importância de cuidar dos pés
Pode ser que você não pense muito na saúde de seus pés, mas eles são parte essencial de quase tudo o que você faz.

Seja para andar, correr, exercitar-se ou apenas ficar em pé, ter pés confortáveis e bem cuidados (ao invés de doloridos) torna a experiência muito mais prazerosa. Por esse motivo, saber como cuidar de seus pés é importantíssimo.

Muitas vezes esquecemos de dar atenção e tratamento especializados aos nossos pés. Paradoxalmente, 9 em cada 10 pessoas terão problemas com seus pés antes dos 30 anos.

Você sabia?
  • De acordo com o Fórum Nacional contra a Obesidade do Reino Unido, é ideal para uma rotina saudável uma média de pelo menos 7.000 à 10.000 passos por dia. Isso equivale a uma caminhada média de 7km à 8km.
  • Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia e a Sociedade Brasileira de Diabetes, caminhadas rápidas de 30 minutos, cinco vezes por semana, diminuem em 34% o risco de problemas cardíacos e em 58% o risco de contrair diabetes.
  • Os problemas com os pés aumentam com a idade, mas segundo uma pesquisa brasileira realizada em 2012, no grupo de 65-69 anos de idade, 55,6% dos homens e 26,2% das mulheres nunca foram ao médico por problemas nos pés.

E isso não é apenas questão de se sentir bem. Quando seus pés não recebem a atenção de que precisam, podem desenvolver problemas crônicos que possivelmente incomodarão durante anos.

Em muitos casos, há alguns alongamentos e exercícios simples que podem ajudar a manter os pés em forma.

Entretanto, existem algumas situações em que não se recomenda que você cuide de seus pés por conta própria.

“É muito importante uma análise e um diagnóstico profissional para garantir o tratamento ideal e evitar o agravamento da situação ou mesmo desencadear outros problemas. Lembre-se! A Terapia dos Pés estará à sua disposição para ajudar a cuidar da saúde dos seus pés."

Daniela Freire - Diretora

Quando ocorre alguma lesão séria ou uma emergência, por exemplo, você deve procurar um podólogo ou até mesmo um pronto-socorro. Pessoas que têm problemas constantes de circulação ou diabetes também devem se consultar um especialista para resolver quaisquer problemas relacionados aos pés.

Entenda o porquê:

Problemas de circulação geralmente estão associados a pés de pessoas de idade, mas o fato é que qualquer pessoa pode ter esse tipo de problema. Quando não há sangue suficiente circulando nos pés, você pode sentir formigamento, dormência, cãibra e descoloração da pele e das unhas.

Circunstâncias do dia-a-dia podem limitar o fluxo de sangue: quando os pés ficam gelados ao ar livre ou em água fria; quando os sapatos, meias ou roupas íntimas estão muito apertadas; mesmo quando você fica sentado por muito tempo com as pernas cruzadas.

Fumar diminui a circulação do corpo todo, assim como beber muito café ou refrigerante cafeinado (tanto a nicotina quanto a cafeína comprimem os vasos sanguíneos).

E se você estiver sob muita pressão, seus nervos podem comprimir seus vasos sanguíneos pequenos, diminuindo sua capacidade de conduzir o sangue.

Outras pessoas têm problemas de saúde contínuos, como a diabetes, que faz a circulação ficar mais lenta.

Além disso, para a maioria de nós, um corte ou uma bolha no pé até incomoda, mas é um problema relativamente insignificante. Para um diabético, essas “pequenas” feridas podem ter sérias consequências. Os pés de um diabético têm duas desvantagens comuns que podem levar a problemas sérios e específicos.

Além da circulação reduzida, uma perda da sensibilidade nos pés, chamada neuropatia, pode fazer com que o diabético não sinta pequenas dores que normalmente indicam que nos cortamos ou machucamos. Como resultado, os problemas menores podem passar despercebidos e não serem tratados, assim desenvolve-se uma infecção.

Cuidados Importantes
  • A pele dos pés é mais espessa e resistente que a de outras áreas do corpo. Por isso a sola fica com calosidade e células mortas com facilidade. Para retirar o excesso de calosidade é importante esfoliar a região dos calcanhares e a sola e depois hidratar. Faça esse procedimento de preferência com um podólogo
  • Corte ou apare as unhas no máximo a cada 15 dias. Não se deve cortar as unhas demais (pode correr o risco de encravar uma unha), e nem deixá-las muito compridas (contribui para a acumulação de resíduos e sujeira).
  • Para ter unhas apresentáveis, o ideal é procurar um podólogo pois, alguns procedimentos sem o devido cuidado (nas cutículas por exemplo), tem maior risco de inflamação e infecção. Na Terapia dos Pés você pode obter um tratamento completo para seus pés com toda segurança que seus pés merecem
  • Lave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água durante o banho. Deve passar a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses.
  • Na praia, coloque protetor solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma ser esquecidos. Além de tudo, isso evitar que a pele fique ressecada.
  • O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o aparecimento de calos. As calosidades que costumam aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passam de uma reação natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado.
  • Experimente um banho alternado de pés, quente e frio. É um método simples, agradável e extremamente eficaz, que utiliza a água como forma de promover uma melhora na circulação sanguínea dos pés e das pernas. Isso ocorre porque os vasos periféricos se contraem com o estímulo da água fria, e com a água quente se dilatam.

Por fim, uma das melhores maneiras de evitar problemas nos pés é o cuidado preventivo, então, não deixe de cuidar bem dos seus pés. Eles merecem.

Não deixe de visitar um podólogo. Marque já sua consulta na Terapia dos Pés!

Fontes:
  • Terapia dos Pés
  • Portal Melhore sua Saúde
  • Website Beleza e Saúde
VEJA MAIS NAS REDES SOCIAIS